EnglishPortugueseSpanish

Alienação Parental praticada pela Mãe

Compartilhe:

alienacao-parental-praticada-pela-mae

Alienação Parental praticada pela Mãe: Em meio às complexidades de uma separação, o foco deve sempre permanecer no bem-estar dos filhos. Portanto, situações de conflito podem levar a um fenômeno preocupante: a alienação parental, onde a criança é, inconscientemente, influenciada a rejeitar um dos pais. Surpreendentemente, essa situação é frequentemente iniciada pela mãe, afetando profundamente a relação pai-filho. Neste artigo, vamos abordar esse tema, oferecendo orientações claras sobre como identificar, entender e combater a alienação parental.

Nosso escritório é especialista na defesa de homens no direito de família, caso tenha interesse em contratar nossos serviços, entre em contato conosco. Nossos canais de contato são: Por e-mail: contato@marcellobenevides.com, por telefone: Rio de Janeiro: 21-3217-3216 / 21-3253-0554Celular  21-99541-9244logo_whatsapp_con_sombra_sin_fondo02_4(Clique aqui para falar direto no WhatsApp). Ou  através de um pequeno formulário, para acessá-lo clique aqui.


Alienação Parental praticada pela Mãe: Como funciona?

I. O que é Alienação Parental?

alienacao-parental-praticada-pela-mae

Em primeiro lugar, a alienação parental é um termo jurídico que descreve a situação onde um dos pais, após a separação, tenta sistematicamente afastar os filhos do outro genitor. Isso é feito através de uma série de comportamentos e atitudes negativas como criticar, desvalorizar ou até inventar histórias ruins sobre o outro pai na frente das crianças, tudo com o objetivo de prejudicar a imagem desse pai e enfraquecer o vínculo afetivo entre ele e os filhos.

 

No Brasil, a alienação parental é regulada pela Lei nº 12.318, de 26 de agosto de 2010. Essa lei foi criada especificamente para lidar com casos onde a conduta de um dos pais pode causar danos psicológicos à criança, afetando negativamente a sua formação emocional e o desenvolvimento de uma relação saudável com ambos os pais.

De acordo com essa legislação, são consideradas formas de alienação parental não apenas as ações diretas de desqualificação de um dos pais no convívio com a criança, mas também a omissão, quando se evita que a criança tenha acesso a informações positivas sobre o outro genitor. A lei busca, portanto, preservar o direito fundamental da criança ou do adolescente de conviver com ambos os pais, promovendo uma relação saudável e livre de influências nocivas. Por último, aconselho que veja o vídeo abaixo para entender as consequências da alienação parental.


II. Como a mãe pode praticar a Alienação Parental?

A alienação parental, manifesta-se de diversas formas, muitas vezes sutis e difíceis de detectar. Quando praticada pela mãe, a alienação parental pode adquirir contornos particulares, dada a tradicional proximidade e o tempo que mães frequentemente passam com os filhos.

Inicialmente, é crucial entender que a alienação parental não se limita a ações explícitas de rejeição, mas envolve um conjunto de comportamentos que, juntos, formam um padrão destrutivo, sendo eles: 

alienacao-parental-praticada-pela-mae

II. a – Desqualificar o pai na frente da criança

Comentários negativos sobre o caráter, hábitos ou mesmo a capacidade de ser um bom pai podem desqualificar o pai perante a criança, minando gradualmente a imagem positiva que a criança tem dele.

II. b – Interferência na comunicação

Interferir a comunicação da criança com o pai é um dos principais e mais frequentes atos de alienação parental. Isso pode variar desde bloquear chamadas e mensagens até filtrar as informações que passam entre pai e filho, criando um isolamento comunicativo. Essa barreira impede que o pai transmita seu amor e cuidado, essencial para a manutenção de uma relação saudável.

II. c – Ocultação de informações

A mãe pode deixar de compartilhar detalhes cruciais sobre a vida da criança, como conquistas escolares, questões de saúde, ou eventos significativos. Esta prática afasta o pai da vida cotidiana do filho, e impede que ele participe de decisões importantes, enfraquecendo seu papel parental.

alienacao-parental-praticada-pela-mae

II. d – Manipulação de sentimentos

A manipulação se manifesta através de comentários e atitudes que visam distorcer a percepção da criança em relação ao pai. Convencer a criança de que o outro genitor não a ama ou não se importa com ela, por exemplo, pode-se criar um cenário onde a criança pode começar a desenvolver ressentimentos ou desconfianças infundadas.

II. e – Dificultar o exercício da paternidade

A dificuldade no exercício da paternidade é potencializada por atitudes que visam limitar o envolvimento do pai na vida da criança. Isso pode incluir a marcação de compromissos durante os períodos de visita, a recusa em consentir com viagens ou atividades que exigiriam a presença ou aprovação do pai, e até a resistência em fornecer informações que permitiriam ao pai exercer seus direitos legais de forma plena.


III. Como se defender da Alienação Parental?

O primeiro passo na defesa contra a alienação parental envolve a meticulosa documentação de todas as ocorrências. Mantenha registros detalhados de datas, horários, descrições de incidentes, mensagens de texto, e-mails e qualquer outra forma de comunicação que possa servir como evidência. Esta documentação serve como a base para estabelecer um padrão de comportamento que caracteriza a alienação parental.

Além da documentação das interações, é essencial coletar evidências que sustentem seu caso. Isso pode incluir testemunhos de terceiros, como familiares, amigos, professores e profissionais de saúde que tenham observado a dinâmica familiar e possam atestar qualquer mudança no comportamento da criança ou atitudes alienantes por parte da mãe.

O passo de extrema importância para você se defender nesse caso, é contar com um advogado especialista em direito de família com foco em defesa do homem. Este profissional entenderá as particularidades do seu caso e a melhor forma de abordá-lo legalmente. Um advogado com experiência em casos de alienação parental saberá como utilizar as evidências coletadas para construir uma argumentação sólida, além de orientar sobre as melhores estratégias legais para proteger seu relacionamento com seu filho.

Leia também:

Defesa do Homem dentro do Direito de Família


Conclusão do artigo: Alienação Parental praticada pela Mãe

Por fim, é essencial reconhecer que a alienação parental, especialmente quando iniciada pela mãe, representa um desafio significativo nas dinâmicas familiares. Sendo assim, a chave para superar esse obstáculo envolve documentar cuidadosamente os atos de alienação, buscar orientação legal de advogados especializados em direitos familiar e apoio psicológico para todos os envolvidos. Dessa forma, o foco deve sempre estar no bem-estar da criança, assegurando que ela mantenha vínculos fortes e saudáveis com ambos os pais. Agindo baseado na justiça, podemos preservar a integridade da família e promover um ambiente onde o amor e o respeito mútuo prevaleçam.

alienacao-parental-praticada-pela-mae

Assim, com uma representação especializada, você poderá ter a tranquilidade,  para prosseguir e perceber quão importante é ter uma boa representação. Ter um advogado especialista nesses momentos é fundamental. Por último, veja o que estão falando sobre nossa atuação jurídica. Entenda a razão de sermos um escritório com avaliação  5 ⭐⭐⭐⭐⭐ estrelas nas redes sociais.

alienacao-parental-praticada-pela-mae

Além disso, em caso de dúvidas, você também pode preencher o formulário abaixo informando dados básicos e detalhes. Assim, vamos analisar e entrar em contato para agilizarmos tudo quanto for possível:

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]
Todavia, caso prefira, você também pode fazer um contato conosco por telefone ou e-mail:
Telefones Fixos: Rio de Janeiro – RJ (21) 3217-3216 (Freguesia-Jacarepaguá) / (21) 3253-0554 (Barra da Tijuca) São Paulo – SP (11) 4837-5761 –Telefone Celular: 21-99541-9244 (Clique aqui para falar direto no WhatsApp)  

Leia outros artigos em nosso blog:

Qual é a Pena para o Crime de Falsa Acusação?

Falsa Denúncia de Violência Doméstica: Como se Defender?

Advogado Defesa do Homem Lei Maria da Penha (RJ)

Dúvidas?

Fale com um advogado especialista

Conheça nossas Redes Sociais:


Marcello Benevides

Marcello Benevides

× Fale com um advogado especialista.