EnglishPortugueseSpanish

Assessoria jurídica para divórcio amigável

Compartilhe:

Como funciona a assessoria jurídica para divórcio amigável? Constantemente, recebemos nas redes sociais perguntas como essa e outras. É comum surgirem dúvidas, principalmente em razão de constantes mudanças em nossa legislação. Nesse artigo, iremos abordar os principais tópicos sobre o tema. Aconselho também, que você assista o vídeo abaixo onde falamos divisão da herança na partilha de bens do divórcio.

Assessoria para divórcio amigável:

Como funciona e quais são as vantagens?

O divórcio é um momento difícil para qualquer casal, mas isso não significa que precise ser uma batalha judicial. Para aqueles que buscam uma separação mais tranquila e pacífica, o divórcio amigável pode ser a solução ideal. Além disso, para garantir que tudo ocorra dentro da lei e sem traumas, a assessoria para divórcio amigável é essencial.

Caso tenha interesse em contratar nossos serviços, entre em contato conosco. Nossos canais de contato são: e-mail, contato@marcellobenevides.com, por telefone: fixo 21-3217-3216 / 21-3253-0554 / (11) 4837-5761 ou celular 21-99541-9244logo_whatsapp_con_sombra_sin_fondo02_4, ou  através de um pequeno formulário, para acessá-lo clique aqui.

Neste artigo, vamos explicar como funciona esse tipo de divórcio e quais são as vantagens de contratar uma assessoria especializada nesse processo.

I. O que é o divórcio amigável?

Em primeiro lugar, o divórcio amigável, também conhecido como divórcio consensual, é um tipo de separação em que o casal decide encerrar o casamento de forma colaborativa e pacífica, sem litígios e batalhas legais. Nesse tipo de processo, as partes envolvidas trabalham juntas para chegar a um acordo mútuo em relação à partilha de bens, guarda dos filhos, pensão alimentícia e outros aspectos relevantes. Diferentemente do divórcio litigioso, no qual as partes entram em uma disputa judicial para definir questões como partilha de bens, pensão alimentícia e guarda dos filhos, no divórcio amigável, os cônjuges fazem os acordos por meio da conversa entre eles.

assessoria-juridica-para-divorcio-amigavel


II. Como funciona o divórcio amigável?

Esse tipo de divórcio é geralmente mais rápido, menos custoso e menos estressante para ambas as partes envolvidas.

A seguir, descrevo os principais passos e características do divórcio amigável:

  • Acordo mútuo:

O primeiro requisito para um divórcio amigável é que ambas as partes concordem em se divorciar e estejam dispostas a trabalhar juntas para resolver questões relacionadas à divisão de bens, guarda dos filhos (se houver) e pensão alimentícia, entre outras.

  • Assessoria jurídica:

Embora seja um divórcio amigável, é recomendável que os cônjuges tenham apenas uma assessoria de confiança, visando reduzir os custos de toda a operação.

  • Petição de divórcio:

Para iniciar o processo, deverá apresentar uma petição de acordo requerendo a homologação do divórcio no tribunal local. A petição descreverá o acordo mútuo e os termos acordados, como divisão de bens, guarda dos filhos, convivência, pensão alimentícia, etc.

  • Inventário e partilha de bens:

O casal precisará fazer um inventário de todos os seus bens e dívidas, incluindo propriedades, contas bancárias, veículos, investimentos e quaisquer outros ativos financeiros. Com base no acordo mútuo, eles tomarão a decisão sobre como dividir esses bens.

  • Custódia e convivência com os filhos:

Se houver filhos envolvidos, os cônjuges precisarão estabelecer um acordo de guarda e convivência. Dessa forma, eles devem considerar o bem-estar dos filhos e chegar a um acordo que melhor atenda aos interesses das crianças.

  • Pensão alimentícia:

Caso seja necessário, o casal deve decidir sobre a questão da pensão alimentícia, que é o valor pago por um cônjuge ao outro para ajudar no sustento dos filhos após o divórcio.

  • Homologação do acordo:

Antes de tudo, a petição de acordo será apresentada ao juiz para homologação. O juiz revisará os termos para garantir que estejam de acordo com a legislação e que não haja aspectos injustos ou prejudiciais para qualquer uma das partes. Quando existirem crianças o Ministério Público também dará o seu parecer.

  • Sentença de divórcio:

Por fim, após a homologação do acordo, o juiz emitirá uma sentença de divórcio, declarando que o casal está legalmente divorciado e com todas as outras questões formalizadas.

assessoria-juridica-para-divorcio-amigavel


III. Qual a função de uma assessoria jurídica para divórcio amigável?

Embora o divórcio amigável seja uma opção menos traumática que o divórcio litigioso, ainda assim é um processo complexo e que exige conhecimento técnico. Por isso, é importante contar com uma assessoria especializada nesse tipo de separação para desempenhar um papel de suporte profissional, orientação legal e mediação imparcial ao casal que está encerrando o seu casamento de forma pacífica.

assessoria-juridica-para divorcio-amigavel

Dentre as funções de uma assessoria para divórcio amigável, podemos destacar:

III. a – Orientação legal para assessoria jurídica no divórcio amigável

Um advogado especializado em direito de família tem o conhecimento necessário para explicar os direitos e obrigações legais de cada cônjuge durante o divórcio. Dessa forma, ajuda a garantir que o acordo seja justo e equitativo para ambas as partes.

III. b – Proteção dos interesses

O advogado atua como representante legal de cada cônjuge, garantindo que protejam devidamente os interesses e direitos de ambas as partes durante todo o processo de divórcio. Assim, ele assegura que não tomem decisões em detrimento de um dos cônjuges e ajuda a evitar possíveis abusos ou desvantagens.

III. c – Mediação de conflitos

Mesmo em um divórcio amigável, podem surgir divergências e desentendimentos. A assessoria jurídica atua como mediador imparcial, ajudando o casal a resolver conflitos de forma pacífica e equitativa. Assim, eles incentivam a comunicação efetiva e auxiliam na negociação para alcançar soluções mutuamente aceitáveis.

III. d – Cumprimento de formalidades legais

Mesmo em um divórcio amigável, há requisitos legais que devem ser atendidos para que o processo seja oficializado e reconhecido pelas autoridades competentes. Dessa forma, assessoria jurídica orienta o casal a cumprir todas as formalidades necessárias, garantindo que o divórcio seja concluído de maneira adequada.

Em resumo, a assessoria jurídica em um divórcio amigável é essencial para garantir que o processo seja conduzido de maneira correta, protegendo os interesses e direitos de ambos os cônjuges, facilitando a tomada de decisões e garantindo que todas as questões legais sejam devidamente resolvidas.


IV – Quais são os benefícios do divórcio amigável com filhos e bens?

Assessoria Jurídica para Divórcio Amigável

Escolher o divórcio consensual evita conflitos e pode trazer benefícios a todos os envolvidos. Confira alguns deles:

IV. a – Mais rápido 

Em primeiro lugar, no divórcio amigável, o casal tem mais flexibilidade para criar soluções no que envolve a divisão dos bens, guarda dos filhos e pensão alimentícia. Assim, evita longas batalhas judiciais como no caso de um divórcio litigioso, logo, chegam em um consenso com rapidez.

Em segundo lugar, como o divórcio amigável envolve uma abordagem mais cooperativa, há menos probabilidade de que questões sejam levadas a tribunal e, consequentemente, menos necessidade de audiências judiciais. Na verdade, as partes sequer precisam comparecer na justiça.

Por fim, em um divórcio amigável, as partes também podem optar por contratar um advogado de divórcio experiente para ajudá-los de forma mais rápida e eficiente. Um escritório de advocacia especialista em direito de família pode ajudar como partes a resolver questões pendentes de forma rápida e eficaz, além de ajudá-los a preparar os documentos solicitados para finalizar o divórcio. 

IV. b – Menos traumático para os filhos

Em primeiro lugar, o divórcio pode ser um momento de muito tensão e difícil para todas as partes, inclusive para os filhos. No entanto, o divórcio amigável pode ser menos traumáticos para as crianças do que o divórcio litigioso.

Dessa forma, o divórcio amigável geralmente envolve pais que optam por manter uma comunicação respeitosa e cooperativa, assim, criando um ambiente mais calmo e estável para as crianças, reduzindo o conflito emocional que elas podem enfrentar durante esse processo. Assim, elas tem um senso de segurança e bem estar mesmo que a dinâmica familiar tenha mudado.

 

IV. c – Menos custoso

O divórcio amigável é menos custoso por uma série de razões que contribuem para economia de tempo e recursos financeiros. Algumas das principais razões pelas quais o divórcio amigável é menos oneroso são:

  • Menos litígio: No divórcio amigável, as partes envolvidas optam por trabalhar juntas para resolver questões relacionadas ao divórcio. Isso significa que há menos necessidade de litígio, evitando custos associados a disputas judiciais prolongadas.
  • Menos honorários advocatícios: Com menos disputas legais e audiências judiciais, os honorários advocatícios tendem a ser menores em um divórcio amigável. Dessa forma, os advogados podem concentrar seus esforços em chegar a acordos e formalizar o divórcio, o que reduz os custos com representação legal.
  • Facilita a partilha de bens: No divórcio amigável, as partes estão mais propensas a concordar com a partilha de bens de forma justa e equitativa. Assim, elimina a necessidade de litigar sobre a divisão de patrimônio, economizando tempo e dinheiro.

Em resumo, o divórcio amigável é menos custoso devido à redução de litígios, menor necessidade de representação legal intensiva, economia de tempo no tribunal e facilidade na partilha de bens. Além disso, o processo colaborativo contribui para um ambiente mais amigável e menos estressante, poupando recursos emocionais e financeiros para todas as partes envolvidas.


V. Conclusão

Ter uma assessoria para divórcio amigável é essencial porque, por mais que seja uma opção para casais que desejam se separar de forma pacífica e respeitosa, ainda assim, exige conhecimento técnico sobre as leis. Dessa forma, é importante que o casal tenha uma conversa franca sobre suas expectativas e necessidades, e que busque chegar a um acordo em relação à guarda dos filhos, à divisão de bens e à pensão alimentícia. Com a ajuda de um profissional especializado tudo fica muito mais fácil.

assessoria-juridica-para-divorcio-amigavel

Em suma, você pôde, certamente, perceber quão importante é ter um advogado especialista  em divórcio amigável com filhos e bens. Assim, caso ainda tenha dúvidas, consulte-nos. Além disso, você pode saber mais detalhes sobre o funcionamento da nossa consultoria, clicando aqui.

Veja também, o que estão falando sobre nossa atuação jurídica. Entenda a razão de sermos um escritório com avaliação  5 ⭐⭐⭐⭐⭐ estrelas nas redes sociais.

Além disso, você também pode preencher o formulário abaixo informando dados básicos e detalhes sobre o caso. Assim, vamos analisar e entrar em contato para agilizarmos tudo quanto for possível:

    Todavia, caso prefira, você também pode fazer um contato conosco por telefone ou e-mail:

    – E-mail: contato@marcellobenevides.com
    – Telefones Fixos: Rio de Janeiro – RJ (21) 3217-3216 (Freguesia-Jacarepaguá) / (21) 3253-0554 (Barra da Tijuca)
    São Paulo – SP (11) 4837-5761
    – Telefone Celular: 21-99541-9244 (Clique aqui para falar direto no WhatsApp) 


    Por fim, convido  você a ler outras matérias disponíveis em nosso blog:

    Divórcio estrangeiro e a divisão de bens.

    Partilha de bens após o divórcio – Como funciona?

    Divórcio, Guarda dos filhos e Pensão Alimentícia.

    Dúvidas?

    Fale com um advogado especialista

    Conheça nossas Redes Sociais:


    MARCELLO BENEVIDES

    MARCELLO BENEVIDES

    Advogado e sócio majoritário do escritório de advocacia Marcello Benevides Advogados Associados. Possui mais de 20 anos dedicados ao estudo do direito. Centenas de artigos jurídicos publicados sobre o tema. Vasta experiência em ações ligadas ao Direito de Família e Sucessões, tais como: Planejamento Sucessório e Holding, Inventário Extrajudicial e Judicial, Testamentos e Arrolamento Sumário, Partilha de Bens, Divórcios, Guarda e Pensão Alimentícia. MBA em Holding e Planejamento Societário pela Escola Brasileira de Pós-Graduação (EBPÓS). Pós-Graduado em Direito Empresarial e dos Negócios pela AVM - Universidade Cândido Mendes. Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM).
    × Fale com um advogado especialista.